Espetáculos

Cinderela, a Gata Borralheira

Temas Abordados: Benevolência, Cidadania, Cobiça, Egoísmo, Inveja, Competir sem Trapacear, Ser Justo e Limpo na maneira de Ser e Agir e Reconhecer nossos Erros.

Um conto de fadas com ares renovados, não bastassem os maus-tratos infligidos à donzela do sapatinho de cristal, nesta versão a pobre órfã é escravizada pela madrasta e suas filhas feias e más. O trio ambicioso faz de tudo para impedir Cinderela de ir ao baile, onde será escolhida a futura princesa.

A peça ganhou um novo personagem: um Lobo, que não é mau como nos outros contos, dando uma conotação de um Anjo Protetor. Com a ajuda da fada encantada e dos animais, eles transformam as pobres roupas de Cinderela num lindo vestido, e seus velhos sapatos em sapatinhos de cristal. Contudo, antes da meia noite, Cinderela deverá retornar, pois o encanto acabará e tudo voltará a ser como antes. O Príncipe fica encantado com sua beleza, deixando as outras moças com inveja daquela desconhecida. Cinderela foge deixando um sapatinho no meio do Baile, curioso por saber quem era aquela donzela, o príncipe proclama no vilarejo: a Donzela a quem esse sapatinho servir será a futura princesa. Começa então a procura pela misteriosa Donzela dona do sapatinho de Cristal. Ao descobrir que Cinderela é a dona do sapatinho a Madrasta arrepende-se de suas maldades e do seu egoísmo, e implora a Cinderela o seu perdão.

Faixa Etária: LIVRE

Ficha técnica:

PEÇA: CINDERELA, A GATA BORRALHEIRA
GÊNERO: MUSICAL INFANTO-JUVENIL
OBRA DE: CHARLES PERRAULT
ADAPTAÇÃO E DIREÇÃO: THINO TESKE
DIREÇÃO ARTÍSTICA: THINO TESKE
MÚSICA / COMPOSIÇÃO: TINO TESKE
COREOGRAFIA: SIMONE AURÍCCHIO
CENÁRIOS: INGRID OLDENBURG
FIGURINOS: JOKKA BRAZIL
SONOPLASTIA E ILUMINAÇÃO: ALCIDES MORAIS
GRAVAÇÃO: TC STÚDIO
PRODUÇÃO: ALA COMPANHIA DE THEATRO E ARTES

Clique aqui para ver mais fotos

 

Desenvolvimento:
BasicSite